• , , ,

    Vinho Tinto Espanhol Tempranillo Plaza Bonita

    R$38.90
  • , ,

    Vinho Branco Espanhol Viura/Airen Plaza Bonita

    R$38.90
  • , , , , , ,

    Cava Secret Reserva Brut Nature

    R$179.00
  • , , , ,

    Muga Reserva Especial Tinto 2015

    R$649.00
  • , , , , , , , ,

    Marqués de Murrieta Gran Reserva 2014 [Edição Limitada]

    R$872.00
  • , , , , , ,

    Castillo Ygay Marques De Murrieta Gran Reserva 2010

    R$1,999.00

.
.
Vinhos Espanhóis

Com grande tradição no mundo do vinho, a Espanha é o terceiro maior produtor de vinhos do mundo e o primeiro em área de cultivo de vinhas. A história dos vinhos no país é antiga, com as primeiras plantações de vinhas datadas de décadas antes de Cristo. Os povos fenícios e, principalmente, os romanos foram os responsáveis pelo desenvolvimento vinícola espanhol. Os franceses também influenciaram a produção de vinhos no país. Em meados do século XIX, a praga filoxera devastou muitos vinhedos na Europa, especialmente os da França. Alguns produtores migraram para a Espanha, levando consigo variedades de uvas e técnicas de vinificação. A partir da década de 1990, o país iniciou um novo processo de desenvolvimento de tecnologias voltadas para a vitivinicultura, aprimorando-se cada vez mais na elaboração de vinhos de qualidade.

A Espanha ocupa mais de 3/4 do território da Península Ibérica, o que reflete numa diversidade de climas e solos e, consequentemente, na produção de vários estilos de vinhos. Nas áreas litorâneas, há influência marítima, com clima mais fresco e úmido, enquanto no interior do país, o clima é mais continental, com verões mais frios e invernos rigorosos. Os vinhedos estão localizados a altitudes que variam entre 600 e 1.000 metros acima do nível do mar e rodeados de cadeias montanhosas.

A maioria dos vinhedos espanhóis são de cepas brancas como a Verdejo, Albariño, Xarel-lo, Viura, Airén, Pardina, Macabeo, Palomino e Chardonnay. Entretanto, a fama dos melhores vinhos espanhóis está ligada às uvas tintas, especialmente à Tempranillo, sua uva mais emblemática. Outras tintas merecem destaque: Garnacha, Monastrell, Cariñena, Graciano, Mencía, Mazuelo, Cabernet Sauvignon e Merlot.
A classificação dos vinhos espanhóis é dividida em duas categorias principais e suas sub-divisões:

  • DOP (Denominación de Origen Protegida): sub-dividida em Viños de Pago, Denominación de Origen Calificada (DOCa), Denominación de Origen (DO), Viños de Calidad com Indicación Geográfica.
  • IGP (Indicación de Origen Protegida): conhecidos como Vinos de la Tierra”(VdlT)

Os vinhos podem ainda ser classificados quanto ao seu tempo de envelhecimento: Crianza, Reserva e Gran Reserva. Por ser o país com maior área de vinhedos do mundo, são muitas as regiões de destaque: La Rioja, Navarra, Aragón, Cataluña, País Basco, Galícia, Castilla y León, Castilla La Mancha, El Levante, Andaluzia, Extremadura, Ilhas Canárias e Ilhas Baleares.

Há muito o que falar da Espanha.Terra de grandes vinhos, dotados de personalidade, caráter e elegância, que melhoram a cada ano e conquistam novos paladares. Mais do que falar, suas famosas regiões e seus exemplares extraordinários são um convite para degustarmos o que existe de melhor no saboroso mundo dos vinhos.